JF
Jornal de Fagundes
BELEZA

Sul-africana é coroada Miss Universo 2019 e fala contra o racismo

Zozibini Tunzi venceu 88 candidatas em Atlanta, nos EUA; brasileira Julia Horta esteve entre as 20 mais bonitas, mas não foi à rodada final.

Famosidade

FamosidadeTudo sobre o mundo dos famosos em um só lugar!

09/12/2019 10h31Atualizado há 2 meses
Por: Edimilson Camilo
263

A sul-africana Zozibini Tunzi venceu neste domingo o Miss Universo 2019, em evento realizado Atlanta, nos Estados Unidos, com 88 candidatas. Ao receber a coroa, destacou mensagens contra o preconceito, o racismo e o machismo.

“E uma honra absoluta representar, como negra e africana, a inclusão e a diversidade”.

O segundo lugar ficou com Madison Anderson, de Porto Rico. Em terceiro ficou a mexicana Sofía Aragón.

Tunzi é a terceira sul-africana a levar o título, após as vitórias de Demi-Leigh Nel-Peters (2017) e Margaret Gardiner (1978), e também a primeira negra a vencer o concurso desde 2011, quando Leila Lopes, de Angola, ganhou no Brasil.

Tunzi falou sobre as dificuldades das mulheres negras de se verem bonitas. “A sociedade foi programada durante muito tempo para que não ver a beleza de maneira negra. Mas agora estamos entrando em um tempo em que finalmente as mulheres como eu podem saber que somos bonitas”.

Brasileira

A brasileira Julia Horta foi classificada entre as 20 mais bonitas e não foi à rodada final.

  • Sul-africana é coroada Miss Universo 2019 e fala contra o racismo
  • Sul-africana é coroada Miss Universo 2019 e fala contra o racismo
  • Sul-africana é coroada Miss Universo 2019 e fala contra o racismo
Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários