Domingo, 28 de Fevereiro de 2021 03:37
83 986952059
Cidades EDUCAÇÃO

Sem resposta da Prefeitura, servidores da educação de Campina decidem manter greve geral

A assembleia foi realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e Borborema (Sintab) e mais uma vez contou com a participação de mais de 500 servidores.

09/02/2021 16h41
73
Por: Edimilson Camilo Fonte: ASCOM
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em nova assembleia virtual realizada na manhã desta terça-feira, 09, os servidores da educação de Campina Grande, mais uma vez por unanimidade, decidiram manter a greve geral, deflagrada no dia 01 de fevereiro. Até o momento não houve resposta da gestão municipal sobre nenhuma das reivindicações dos efetivos, que só retomarão as aulas presenciais quando houver vacinação em massa da população, incluindo todos os trabalhadores da educação e só iniciarão as aulas de forma remota se forem oferecidas as condições ideais para tanto.

A assembleia foi realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e Borborema (Sintab) e mais uma vez contou com a participação de mais de 500 servidores. Na abertura, o presidente do Sintab, Giovanni Freire, reafirmou que a maior preocupação neste momento é a preservação da vida.

“Vivemos em um país onde mais de mil pessoas morrem diariamente vítimas da Covid. Pensamos em cada vida que estamos salvando com essa decisão”, destacou.

Sobre as demais reivindicações, a vice-presidente do Sintab, Mônica Santos, lembrou que houve duas reuniões anteriores à greve com o secretário de Educação, Raymundo Asfora, mas sem nenhum avanço.

“Não houve resposta de quando será pago o 14º salário de quem tem direito; de quando serão pagas todas as progressões; de quando a recarga no vale-transporte será feita sem atrasos e de quando o PCCR dos trabalhadores de apoio da educação será efetivado”, enfatizou.

Ela também informou que, de acordo com a Seduc, a Gratificação de Natureza Técnica (GNT) será paga na folha de fevereiro, já que janeiro é período de férias, e que o adicional noturno dos profissionais que estão indo trabalhar, também será regularizado no final deste mês, com o valor referente a janeiro e fevereiro.

Deliberações: Além da manutenção da greve, que ganhou apoio de entidades representativas da educação e consequentemente dos trabalhadores, em toda a Paraíba e também em outros estados, incluindo a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), foram definidas algumas ações estratégicas e nova assembleia será agendada até o final da semana, para avaliação e novos encaminhamentos:

- Pedido de Tribuna Livre na Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) e de audiência pública na Casa, para expor os motivos da greve;

- Outdoors nos principais pontos da cidade;

- Carros de som percorrendo todos os bairros;

- Nota paga em todos os canais de televisão locais além de ampla divulgação em toda imprensa;

- Divulgação massiva em todos os canais de comunicação do Sintab;

- Renovação constante dos ofícios enviados à Prefeitura e à Secretaria de Educação solicitando resposta para todas as demandas dos servidores;

- Cartazes informando sobre a greve em todas as unidades educacionais do município.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Campina Grande - PB

Campina Grande - Paraíba

Sobre o município
Fagundes - PB
Atualizado às 03h27 - Fonte: Climatempo
21°
Muitas nuvens

Mín. 21° Máx. 34°

21° Sensação
6 km/h Vento
100% Umidade do ar
90% (3mm) Chance de chuva
Amanhã (01/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 34°

Sol e Chuva
Terça (02/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 33°

Sol e Chuva
Ele1 - Criar site de notícias