Terça, 11 de Agosto de 2020 00:22
83 986952059
Dólar comercial R$ 5,46 0.966%
Euro R$ 6,43 +0.223%
Peso Argentino R$ 0,08 +0.535%
Bitcoin R$ 68.761,22 +0.331%
Bovespa 103.444,48 pontos +0.65%
Economia ECONOMIA

Governo desiste de fracionar novas parcelas do auxílio emergencial

Segundo a Caixa, ideia de Guedes foi abandonada porque iria causar ''confusão'' entre os trabalhadores

17/07/2020 17h12
283
Por: Edimilson Camilo Fonte: Correio Braziliense
Governo desiste de fracionar novas parcelas do auxílio emergencial
O governo de Jair Bolsonaro (sem partido) desistiu de fracionar o pagamento das duas parcelas extras do auxílio emergencial. A ideia foi ventilada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, como uma forma de estender os efeitos dos R$ 600 no bolso dos trabalhadores. Porém, segundo a Caixa Econômica Federal, foi abandonada porque causaria confusão.
 
"São 65 milhões de pessoas que estão recebendo. E, por causa da pandemia, com essa questão toda do pagamento digital e do saque. Então, realizar dois pagamentos no mês seria uma coisa que vimos que teria mais confusão. [...] Então, houve uma decisão, um consenso dentro do governo, de pagar mais duas parcelas, cada de uma R$ 600, exatamente no mesmo racional realizado antes", informou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.
 
Ele admitiu, contudo, que conversou muito com o ministro da Economia, Paulo Guedes e com o presidente Jair Bolsonaro para chegar a esse consenso e fechar o calendário de pagamentos da quarta e da quinta parcela do auxílio emergencial com o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.
Guedes e Bolsonaro queriam fazer uma redução gradual do auxílio emergencial. Por isso, pensaram em pagar parcelas de R$ 500, 400 e R$ 300 durante a prorrogação do benefício. Mas desistiram da ideia quando viram que a medida sofreria resistência do Congresso e anunciaram o pagamento de mais duas parcelas de R$ 600. Nesse anúncio, contudo, Guedes deixou em aberto a possibilidade de cada uma dessas parcelas ser divida em mais de um depósito ao longo do mês. Tudo para fazer com que os recursos durassem mais no bolso dos brasileiros. A proposta, porém, também foi criticada, já que, além de parcelar o pagamento, causaria confusão entre os brasileiros de baixa renda sobre a data correta de pagamento. Por isso, acabou sendo deixada de lado.
Na prática, contudo, o pagamento do auxílio emergencial vai de fato se estender por mais tempo que o imaginado por muitos brasileiros. É que o pagamento da quarta parcela vai começar em 22 de julho para os nascidos em janeiro, mas só vai terminar em 26 de agosto para os nascidos em dezembro. Da mesma forma, a quinta parcela será paga ao longo de mais de um mês, entre 28 de agosto e 30 de setembro.
 
Por conta disso, os trabalhadores nascidos no início do ano receberão as suas parcelas com um intervalo de um mês entre cada pagamento. Já os nascidos no final do ano terão um intervalo de mais de 40 dias entre o pagamento da terceira e da quarta parcela. Os aniversariantes de dezembro, por exemplo, receberam a terceira parcela na conta social da Caixa em 4 julho. Porém, só terão a quarta parcela depositada em 26 de julho. E só poderão fazer o saque em espécie desses recursos em 17 de julho.
 
As datas de pagamento da quarta e da quinta parcela do auxílio emergencial foram anunciadas nesta sexta-feira pelo governo de Jair Bolsonaro. Confira:

Quarta parcela:

Depósito na poupança digital da Caixa:
Nascidos em janeiro: 22 de julho
Nascidos em fevereiro: 24 de julho
Nascidos em março: 29 de julho
Nascidos em abril: 31 de julho
Nascidos em maio: 05 de agosto
Nascidos em junho: 07 de agosto
Nascidos em julho: 12 de agosto
Nascidos em agosto: 14 de agosto
Nascidos em setembro: 17 de agosto
Nascidos em outubro: 19 de agosto
Nascidos em novembro: 21 de agosto
Nascidos em dezembro: 26 de agosto
 
Saques:
Nascidos em janeiro: 25 de julho
Nascidos em fevereiro: 01 de agosto
Nascidos em março:  01 de agosto
Nascidos em abril: 08 de agosto
Nascidos em maio: 13 de agosto
Nascidos em junho: 22 de agosto
Nascidos em julho: 27 de agosto
Nascidos em agosto: 1º de setembro
Nascidos em setembro: 05 de setembro
Nascidos em outubro: 12 de setembro
Nascidos em novembro: 12 de setembro
Nascidos em dezembro: 17 de setembro
 

Quinta parcela:

Depósito na poupança digital da Caixa:
Nascidos em janeiro: 28 de agosto
Nascidos em fevereiro: 02 de setembro
Nascidos em março: 04 de setembro
Nascidos em abril: 09 de setembro
Nascidos em maio: 11 de setembro
Nascidos em junho: 16 de setembro
Nascidos em julho: 18 de setembro
Nascidos em agosto: 23 de setembro
Nascidos em setembro: 25 de setembro
Nascidos em outubro: 28 de setembro
Nascidos em novembro: 28 de setembro
Nascidos em dezembro: 30 de setembro
 

Saques:

Nascidos em janeiro: 19 de setembro
Nascidos em fevereiro: 22 de setembro
Nascidos em março: 29 de setembro
Nascidos em abril: 1º de outubro
Nascidos em maio: 03 de outubro
Nascidos em junho: 06 de outubro
Nascidos em julho: 08 de outubro
Nascidos em agosto: 13 de outubro
Nascidos em setembro: 15 de outubro
Nascidos em outubro: 20 de outubro
Nascidos em novembro: 22 de outubro
Nascidos em dezembro: 27 de outubro
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio
Fagundes - PB
Atualizado às 00h16 - Fonte: Climatempo
19°
Poucas nuvens

Mín. 18° Máx. 28°

19° Sensação
13.9 km/h Vento
88.5% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (12/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 29°

Sol com algumas nuvens
Quinta (13/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 29°

Sol com algumas nuvens
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias