JF
Jornal de Fagundes
VIDA

Um dia após meu suicídio

Eu vi tanto amor nos olhos dela.

Jornalista Camilo

Jornalista CamiloColuna semanal do Jornalista Edimilson Camilo - DRT-PB 2874.

05/01/2020 11h37
Por: Edimilson Camilo
209

Um dia após meu suicídio eu me apaixonei tanto por minha mãe, ao ver ela chorando no chão do meu quarto abraçando minha camiseta suja de sangue com fotos minhas espalhadas pelo chão. Eu vi tanto amor nos olhos dela.

Um dia após meu suicídio, eu senti o quanto meu pai me amava, por mais que ele tinha um jeito durão... em meio a tanta tristeza, ele falava com os olhos em lágrimas mas cheio de orgulho sobre mim. Que eu era muito apegada com Deus e muito sensível ao próximo.

Um dia após meu suicídio eu vi que a Lunna (minha cachorrinha de estimação) era a mais espetacular que eu imaginava. Toda vez que alguém chegava em casa ela ia correndo até o portão esperando por mim. E ao ver que não era eu. Ela deitava na frente do portão e continuava a me esperar.

Um dia após meu suicídio, eu me encantei pelos meus irmãos ao vê-los sentados na sala, com os olhos lacrimejados lembrando das vezes que brincávamos na nossa linda infância...Que época boa! Crescemos tanto...

Um dia após meu suicídio, eu me senti especial quando eu vi meus irmãos de fé tão abalados e dizendo o quanto eu iria fazer falta nesse mundo. Quando percebi que estava no necrotério, confesso que isso me incomodou. Olhei para aquele corpo e disse: Tantos sonhos que você tinha, tantos planos... tanto amor para dar. Tanta gente para conhecer. Filhos abençoados. Você tinha várias pessoas que te amavam de verdade... E você jogou tudo pelo alto.

O desespero foi tanto que a única solução aparente era tirar a vida, mas confesso que a essa altura já queria voltar atrás. Foi nessa hora que acordei desse pesadelo. Não dormi mais, fiquei o resto da noite pensando em quão bom é viver, mesmo com as maiores dificuldades, a vida é um presente maravilhoso. Percebi também que amo e sou amado por algumas pessoas. Daqui pra frente não vou apenas sentir amor, vou demonstrar amor.

Que maravilha, você pode ler isso! Você ainda está aqui e pode mudar a sua vida para sempre.

A vida não é tão ruim como essa dor te faz enxergar. Existem sim pessoas que nos ama. Que nos querem por perto. Que nos querem bem. De uma chance para sua vida e as pessoas que estão ao seu lado. Existe sim cura para todo trauma. Existe sim cura para toda dor. Procure ajude. Se abra com alguém. Você vai superar essa depressão, suas crises de ansiedades. Procure ajuda de amigos e/ou ajuda especializada.

(Autor desconhecido com adaptações feitas por mim)

1comentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários